Hipócritas – Como não se tornar um deles.

“Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim. Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.” (Mateus 15:7-9)

Este artigo não foi escrito para condenar os hipócritas, até mesmo porque Deus julgará os injustos. Como o título afirma, esta é uma reflexão em como não se tornar um deles. E acreditem isso não é nada simples!

Hipócritas – uma raça em plena expansão.

Desde os tempos mais remotos os encontramos com facilidade entre os políticos. Hoje a classe política chegou a um nível de falsidade e cinismo tal que é muito difícil encontrar um político que não seja um hipócrita de carteirinha. Claro, existem raríssimas e honrosas exceções. Mas a questão é que os hipócritas não estão somente entre os políticos! Eles se proliferaram e já se espalharam para todos os nichos da sociedade. Também não podemos afirmar que entraram recentemente para os círculos religiosos, pois aí, talvez em menor escala, sempre tiveram sua cadeira cativa. Jesus os identificou entre os escribas e fariseus. Criticou-os  com tamanha veemência que até hoje o termo “Fariseu” é sinônimo de hipócrita. Mas, se até dentro das igrejas eles estão presentes, nós chegamos ao ponto crucial que mais interessa à nossa reflexão:

Cristãos genuínos podem ser hipócritas?

Se você me afirmasse categoricamente: “Um cristão piedoso, nascido de Deus, não tem como ser um hipócrita!”  Então eu lhe responderia: “O pior é que tem!” Infelizmente, o fato de se ter fé em Deus e na salvação comprada por Jesus e estar a caminho do céu não nos torna isentos da hipocrisia. Homens aparentemente espirituais, e até com dons espirituais, por vezes têm dado grandes demonstrações de hipocrisia em seus atos e palavras. Talvez você conheça alguns assim. Talvez você tenha sido injustiçado ou presenciado injustiças por parte de ministros cristãos que se enquadram neste perfil. Eu tenho presenciado grande hipocrisia por parte de homens supostamente espirituais com certa frequência. Isto me leva a ter mais temor de Deus, pois se eles que são “espirituais” agem tão incoerentemente com o evangelho de Jesus, será que eu, menos “espiritual”, também não estou em risco de engrossar as fileiras dos hipócritas? Acredito que sim! Minha preocupação, portanto, é que minha auto-avaliação tenha tal rigor que eu não venha a ser contado como um deles.

Pensando desta forma, vamos ver como nasce a hipocrisia e quais são os elementos que levam à formação de um hipócrita.

A origem é o engano no coração!

Deus fala pelos lábios do profeta Jeremias, dando-nos uma luz sobre a origem da hipocrisia: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” (Jeremias 17:9). Mais adiante vemos uma dura exortação com relação à motivação de certos profetas: “Até quando sucederá isso no coração dos profetas que profetizam mentiras, e que só profetizam do engano do seu coração?” (Jeremias 23:26). Os dois textos falam de enganos do coração. O coração, nas Escrituras, indica aquela parte central de nosso querer, o âmago do nosso ser onde habitam os desejos mais indeléveis, aqueles aos quais somos mais apegados. “Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.” (Mateus 15:19).

Justamente neste ponto é que se encontra o mais sério problema dos cristãos. Explico: O coração deveria ser uma espécie de bússola espiritual. A Bíblia em nenhuma parte nos autoriza a nos guiarmos por dons espirituais. O nosso norte só pode ser apontado pela Palavra de Deus e em “casos omissos” ou “mais específicos” pelo nosso coração. Na primeira carta de João lemos o seguinte: “Sabendo que, se o nosso coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas. Amados, se o nosso coração não nos condena, temos confiança para com Deus; “ (1 João 3:20-21) Esta passagem nos dá a entender que o coração, de certa forma, pode nos nortear, mas e se o coração estiver enganado? Imagine um barquinho em alto mar se guiando unicamente por uma bússola avariada e que aponta para um “norte falso”! Este barquinho está perdido e não sabe!

Sobre esse assunto Jesus nos deu um entendimento mais amplo quando afirmou “Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração.” (Lucas 12:34). Se, como disse Jesus,  a inclinação do coração é sempre para aquilo que mais desejamos, então caso o nosso tesouro ou o nosso forte desejo não for o “Norte de Deus”, estaremos sendo conduzidos ao erro. Nossa bússola está avariada, nosso coração está enganado! Uma vez no engano, atos hipócritas são as primeiras consequências. Se eu desejo demais algo, estarei sujeito a mascarar a verdade, mentindo para mim mesmo, a fim de obter o “algo” que tanto quero. Às vezes mentimos tão bem que passamos a acreditar em nossas próprias mentiras.

Tudo começa com algo pequeno. Uma idéia, um desejo forte. Aí a coisa vai se avolumando e, às vezes, pode até se tornar uma obsessão: “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.” (Tiago 1:14)

Deus deve ter o primeiro lugar em nossos corações. Qualquer outra pessoa ou coisa que concorra  a este primeiro lugar nos tirará da vontade perfeita de Deus. Assim se configura o cenário perfeito para o surgimento da hipocrisia.

O salmista aprendeu isso e pode dizer ao Senhor: “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti. Inclina o meu coração aos teus testemunhos, e não à cobiça.” (Salmos 119:11 e 36). A Palavra deve estar sempre no coração. Além disso, devemos sempre nos avaliar sinceramente diante de Deus, pois a “bússola” do nosso coração pode estar avariada. Precisamos constantemente pedir a Deus que avalie e corrija nosso coração. No Salmo 139 lemos: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.” (Salmos 139:23).

Pilatos não queria crucificar Jesus. Sabia que Ele era inocente, além de ter sido advertido por sua esposa que teve um sonho sobre a prisão de Jesus que lhe tirou a paz. Pilatos, todavia, tinha uma obsessão que era não perder sua posição de poder. Desta forma cometeu um dos maiores atos de hipocrisia da história:  “Então Pilatos, vendo que nada aproveitava, antes o tumulto crescia, tomando água, lavou as mãos diante da multidão, dizendo: Estou inocente do sangue deste justo. Considerai isso.” (Mateus 27:24) . Lavou suas mãos, mas não pode lavar sua consciência. Mentiu para si mesmo. Encenou com a lavagem das mãos para convencer-se a si mesmo de que era o certo a fazer. Às vezes somos obrigados a tomar partido em situações extremas. Nestes casos devemos ser honestos com Deus e com a sua Palavra. A integridade do evangelho obriga-nos a nos posicionarmos em detrimento de nossos interesses particulares. Lavar as mãos, ficar em cima do muro pode significar um ato injusto e nos colocar junto com os hipócritas.

Algumas outras referências bíblicas

A Bíblia condena fortemente os hipócritas e a hipocrisia. São inúmeras passagens no AT. No NT quem mais testemunha contra os hipócritas é Jesus nos evangelhos. Selecionei apenas algumas passagens que não foram citadas no presente texto. Elas nos trazem mais luz sobre o assunto.

No Antigo Testamento:

“Porque a congregação dos hipócritas se fará estéril, e o fogo consumirá as tendas do suborno.” (Jó 15:34)

“E os hipócritas de coração amontoam para si a ira; e amarrando-os ele, não clamam por socorro.” (Jó 36:13)

“O SENHOR cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente.” (Salmos 12:3)

“Por isso o Senhor não se regozija nos seus jovens, e não se compadecerá dos seus órfãos e das suas viúvas, porque todos eles são hipócritas e malfazejos, e toda a boca profere doidices; e nem com tudo isto cessou a sua ira, mas ainda está estendida a sua mão.” (Isaías 9:17)

“Porventura não sabes tu que desde a antiguidade, desde que o homem foi posto sobre a terra, o júbilo dos ímpios é breve, e a alegria dos hipócritas momentânea?” (Jó 20:4-5)

No Novo Testamento:

“Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.” (Mateus 6:2)

“Hipócritas, sabeis discernir a face da terra e do céu; como não sabeis então discernir este tempo?” (Lucas 12:56)

“Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;” (1 Timóteo 4:2)

“E separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.” (Mateus 24:51)

Conclusão

O camaleão muda de cor conforme o cenário em que se encontra. É uma forma natural de se preservar. Assim são os hipócritas.

A hipocrisia é inaceitável na Igreja de Deus. O cristão deve ser de uma palavra só. Deve ter um caráter limpo, corajoso e coerente com a Palavra da Verdade. Mesmo que seja por “boas razões” a hipocrisia é inaceitável entre cristãos. Em Gálatas, vemos o apóstolo Paulo narrando o fato de Pedro “se fazer um camaleão”, dissimulando entre dois grupos: “E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão. E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação. Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?” (Gálatas 2:11-14) Este foi um caso que acreditamos não ter malícia, mas que não deixou de ser um engano do coração, mas a grande maioria dos casos são por interesse próprio, egoísmo, coração empedernido.

Somos salvos pela Graça de Deus. Estamos indo para o céu. Muitos cristãos se valem desta benção inefável e entendem que podem fazer o que querem de suas vidas. Muitas vezes afirmamos em nossos corações que “a Graça e o sangue de Jesus nos cobrem”, mas para nossos irmãos rogamos a justiça de Deus. Devemos ser coerentes e honestos com o evangelho. Quanto a isso Paulo exorta da seguinte forma: “Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor.” (Gálatas 5:13).

Deus nos guarde da hipocrisia. Deus conserve nossos corações na simplicidade da Sua Palavra e na humildade de  servos com um coração reto e zeloso.

“Porventura não esquadrinhará Deus isso? Pois ele sabe os segredos do coração.” (Salmos 44:21) “Se eu atender à iniqüidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá.” (Salmos 66:18)

Daril Simões

Advertisements

3 thoughts on “Hipócritas – Como não se tornar um deles.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s